O JARDIM DO CHÁ

Durante o fim da Era Muromachi (era feudal de 1333~1568) e toda a Era Azuchi Momoyama (1569~1600), a construção um tipo de jardim japonês se tornou comum: o jardim voltado para a cerimônia do chá.


 


Com o desenvolvimento desta prática e sua constante realização pelos guerreiros e aristocratas, um tipo de jardim que configurasse apropriadamente as casas de chá se tornou necessário. Dessa forma, o jardim do chá, ou roji (caminho), é famoso por ser encontrado na entrada das casas de chá.


Entrada da casa de chá com lanterna Ishidôrô Shimen Shinto. 


Suas principais características são as pedras no chão, que demarcam o caminho da rua à casa (tobi-ishi), e as luminárias de pedra (ishidôrô), ambos elementos típicos da jardinagem japonesa. O Tsukubai também é um elemento importantíssimo para o jardim japonês, usado  na entrada da casa do chá, onde os convidados lavam as mãos e através deste ato executam um ritual de purificação simbólica, ficando o tsukubai em uma posição mais baixa para que o convidado se incline em reverência. 


Lanterna Ishidôrô Oribe e Tsukubai Tetsubachi


   

Lanterna Ishidôrô: Yukimi Quadrada


Este tipo de jardim tinha como objetivo preparar psicologicamente seu visitante para a prática do chá, pois é um caminho que o acalma e o concentra até a entrada no estabelecimento.



Encontre a paz em um Jardim Japonês












Mais dicas e esculturas  para Jardim Japonês em nosso site:


www.lanternadepedra.com.br


Facebook : /lanternadepedra

Instagram : _lanternadepedra_

Pinterest :
/lanternadep0428/


Whatsapp: (24) 98172-4030

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desse post? Deixe um comentário pra gente. Você também pode recomendar no Google+ ou compartilhar em suas redes sociais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...