OS CAMINHOS DO JARDIM JAPONÊS

"Uma caminho dentro do jardim representa a evolução para um nível superior em termos de engrandecimento, amadurecimento e autoconhecimento."


 As dicas que seguem abaixo, vão fazer você conhecer melhor a “filosofia” do jardim japonês, para poder aplicar no seu jardim, de acordo com a sua necessidade. 
Transformar nosso jardim em um jardim japonês moderno, não significa mudar radicalmente nosso espaço, na maioria das vezes basta acrescentar alguns ícones e utilizar de alguns artifícios para atingirmos este objetivo.
 Os caminhos tem a evidente função de conectar entre si os pontos do jardim, e por si só podem ser elementos de grande beleza, com objetivo de proporcionar uma caminhada prazerosa ente os cenários do jardim.No jardim japonês, temos basicamente dois tipos de caminho: Nobedan e Tobiishi.


Nobedan:


É um caminho mais formal, por questões práticas, é indicado para lugares mais urbanizados, aonde há um grande fluxo de pessoas, perto das moradias. É construído de vários tamanhos de pedra, unidas entre si, para constituir um conjunto sólido, dando a impressão de uma massa única. Pode ser feito de pedras naturais, tijolo, pedras serradas, dispostas como um mosaico. Pode ser aplicado inclusive em estradas aonde transitam veículos.


Tipos de caminhos de Jardim Japonês
Caminho tipo Nobedan: dispõe as pedras como mosaicos.
Tipos de Caminhos de um Jardim Japonês
Caminho tipo Nobedan:  pode ser feito de pedras naturais, tijolo, pedras serradas.


Tobiishi:


É um caminho informal, mais indicado para lugares pouco urbanizados, naturais. É feito com pedras brutas ou serradas com aspecto natural, dispostas uma a uma ao longo do caminho, de forma serpenteante. 

É o ideal para entremear um pequeno bosque, proporcionando uma caminhada prazeirosa e cheia de surpresas.A disposição serpenteante das pedras nos obriga a estar atento para aonde pisamos, nos mantendo no aqui e agora, presente no momento e desligado dos problemas cotidianos. A primeira pedra do caminho, sempre maior, é chamada de ‘kutsunugi-ishi”, ou pedra de tirar os sapatos. É um convite a quem queira tirar os sapatos, para literalmente “sentir” a caminhada.


Tipos de caminhos de um jardim japonês
Caminho em jardim japonês do tipo Tobiishi: aspecto mais natural

O coração do Jardim:


Seguindo pelo caminho de um jardim japonês , há um canto de destaque, o coração do jardim. Todos os componentes do jardim – as plantas, pedras, o caminho, conduzem para este ponto, podemos dizer que é o lugar que coroa o ambiente, onde as pessoas possam dizer – realmente este é um jardim japonês.
Este ponto é o nicho, podemos dizer que seria o altar do templo - a tríade Lanterna, tsukubai e pedras.



Coração de Jardim Japonês



A lanterna simboliza o fogo e iluminação, clareando a mente de quem freqüenta o jardim.  A fonte tsukubai onde o bambu sorve a água, representa a purificação. As pedras delicadamente dispostas, representam a família e os ancestrais, a pedra na horizontal - o Pai, a pedra na vertical – a Mãe, e as pedras pequenas ao redor, os filhos. Um detalhe importantíssimo deste conjunto é o fundo, que pode ser uma cerca fechada de bambú, para dar o ar de “nicho”, o fundo delimita o local trazendo calor e conforto à esta paisagem: O coração do Jardim.



Coração de Jardim Japonês

Acompanhe mais dicas e elementos para compor um jardim japonês, clique aqui e saiba mais!


 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desse post? Deixe um comentário pra gente. Você também pode recomendar no Google+ ou compartilhar em suas redes sociais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...